Espécies

Os Coleiros habitam os campos, banhados, áreas cultiváveis, beiras de estrada, vegetações arbustivas e bordas de mata. Andam em bandos, muitas vezes mistos. Alimentam-se de grãos, daí um de seu nome comum papa-capim, a famosa gola generalizou o apelido Coleiro.

Existe uma dificuldade muito grande em identificar fêmeas e filhotes desse gênero, pois são muito semelhantes entre si. Uma maneira correta e recomendável seria a identificação pela sexagem, ,pelo canto ou pela presença do macho adulto.

Coleiro Bico Laranjeira
Sporophila Caerulescens

Os machos novos saem do ninho com a plumagem idêntica à fêmea. As fêmeas não cantam.

Seu habitat são campos abertos e capinzais, ocorrendo praticamente em todo Brasil, com exceção da Região Amazônica e Nordeste.

Coleiro Bico de Chumbo
Sporophila Caerulescens

A fêmea é toda parda, mais escura nas costas. Sob luz excepcional, é possível ver que ela também possui o esboço do desenho da garganta do macho.

Seu habitat são campos abertos e capinzais, ocorrendo praticamente em todo Brasil, com exceção da Região Amazônica e Nordeste.

Papa Capim Bico de Laranjeira
Cruzamento

Esta espécie vem do cruzamento entre o Papa Capim e o Coleiro de Gola Bico de Laranjeira.

Presente em grande parte do Brasil.

Papa Capim Bico de Chumbo
Sporophila Ardesiaca

Pode ser confundido com o Sporophila Nigricolis (Coleiro Bahiano) que se distingue por ter um cinza-esverdeado nas costas e na carapuça e amarelo no peito, mais comum do Brasil Central, Norte e Nordeste.

É mais comum na região de Minas Gerais, São Paulo e Espírito Santo.

Coleiro Bahiano de Peito Amarelo
Sporophila Nigricollis

Há bastante variação individual e regional no canto (dialetos) no gênero Sporophila. O canto é melodioso, muito agradável.

Presente em grande parte do Brasil, em direção sul até o Paraná, excetuando-se a Região Amazônica entre o oeste do Mato Grosso e Rondônia e, em direção nordeste, até o Amapá.

Coleiro Paulista
Sporophila Caerulescens Hellmayri

Os machos novos saem do ninho com a plumagem idêntica à fêmea. As fêmeas não cantam.

Seu habitat são campos abertos e capinzais, ocorrendo praticamente em São Paulo, por isso o apelido de Coleiro Paulista.

Fêmea e Filhote

Existe uma dificuldade muito grande em identificar fêmeas e filhotes desse gênero, pois são muito semelhantes entre si. Uma maneira correta e recomendável seria a identificação pelo canto ou pela presença do macho adulto.

comentários

Siga no Facebook

×

O Site OColeiro.com é um site sem fins lucrativos.
Ajude-nos a manter o site funcionando!

Clique no anúncio abaixo:



Anúncio do Google.

Obrigado.

×