Expressões

Existem vários termos utilizados pelos passarinheiros que são desconhecidos para quem se aproxima do mundo das aves silvestres. Segue abaixo algumas expressões e termos.

ANILHA: É um anel de metal que é colocado na perna dos pássaros nascidos em cativeiro, no quinto dia de vida, com seu número de identificação. A anilha só é colocada na pata de pássaros nascidos em criatórios comerciais ou na casa de um criador amadorista. Ter um anilha não significa que o pássaro é legalizado. A anilha pode ser falsa, ter sido colocada em uma ave que foi caçada no mato, de maneira ilegal. A anilha só tem validade quando ela corresponde ao registro que este pássaro tem no Sispass (ou em um Clube).

CABEÇA MOLE (OU DURA): Quando um pássaro tem poucos anos de vida ele ainda está aprendendo o canto de sua espécie. Nestes casos, alguns pássaros podem pegar o canto de uma outra espécie (caso sejam muito novos e fiquem ouvindo esta outra espécie cantar). Um pássaro que muda seu canto original por ouvir uma outra espécie é chamado de “cabeça mole”. Quando um pássaro já é maduro, e não pega o canto de outros, diz-se que ele já tem “cabeça dura”.

CORREU: É quando um pássaro é colocado em disputa de canto com um outro macho e ele pára de cantar por causa deste outro macho. Diz-se que ele “correu”. Um pássaro também pode “correr” para pessoas (alguém de quem ele tenha medo).

CRIADOR AMADORISTA:É todo aquele que é cadastrado no Sispass ou que é filiado a alguma associação ou clube. Em resumo, são os que possuem uma ave silvestre registrada. Estes criadores têm autorização para fazerem cruzamentos e tirarem filhotes em cativeiro.

CRIATÓRIO COMERCIAL: É um estabelecimento (uma loja ou uma casa) que tem autorização do IBAMA para comercializar aves silvestres. Estes estabelecimentos vendem aves registradas e emitem nota fiscal de seus animais.

ENFEMEAR: É quando coloca-se uma fêmea próxima a um pássaro para ele cantar mais. Pássaro “enfemeado” é aquele que fica dependente de uma fêmea para cantar.

ENTOPETOU: É quando o pássaro é colocado em disputa com outro macho e ele pára de cantar por causa deste outro macho. Diz-se que ele “entopetou”. Este termo tem sua origem no fato de que alguns pássaros, quando “correm” de outros, levantam o topete, na parte de trás da cabeça.

ESFRIAR: É quando um pássaro pára de cantar. Diz-se que ele “esfriou”. Um pássaro pode parar de cantar por diversas razões (ver detalhes no canal “Dicas”).

ESQUENTAR: É quando um pássaro volta a cantar, ou está cantando mais do que cantava antes. Diz-se que ele “esquentou”. Há várias formas de “esquentar” um pássaro (ver detalhes no canal “Dicas”).

FIBRA: É quando um pássaro continua cantando, mesmo na presença de um outro macho. Diz-se que ele tem “fibra”. Estes pássaros são os usados nos torneios de roda (ver detalhes no canal “Roda” ).

GALA: É quando o macho sobe na fêmea para o acasalamento. Diz-se que ele “galou” a fêmea. Quando a fêmea fica abaixando para o macho diz-se que ela está “pedindo gala”.

IBAMA: Órgão governamental que cuida de todas as questões ligadas ao meio ambiente e aos recursos naturais do país.

MATEIRO: É um pássaro do mato, que foi caçado na natureza. O mesmo que “xucro”.

MUDA: Todo ano, antes do inverno, os pássaros trocam de penas (para entrar na época do frio com penas perfeitas). Este período de troca de penas é chamado de “muda”. As mudas acontecem, geralmente, entre os mêses de Abril e Junho. Há mudas mais longas e mudas mais curtas. Há pássaros que perdem as penas de uma vez e há outros que vão perdendo aos poucos.

MUDA ENCRUADA: É quando o período da muda passa e o pássaro continua sem penas. Há diversas razões para a muda ficar “encruada” (veja o canal “Doenças”).

PARDO: A maioria dos machos muda de cor depois da primeira (ou segunda) muda de penas. Até a primeira muda os pássaros (machos e fêmeas) têm coloração em tons de marrom (pardo). Depois da primeira (ou segunda) muda, os machos ficam com as cores de adulto, mas as fêmeas continuam pardas.

PASSERIFORMES: Resumidamente, são os pássaros de canto e que se alimentam, basicamente, de sementes e frutas. Os populares “passarinhos”. Há algumas características que identificam os passeriformes: Quatro dedos nas patas (3 para frente e 1 para trás), ausência de membranas entre os dedos e um conjunto de 9 ou 10 penas primárias nas asas.

PARELHA: Quando você tem dois pássaros se escutando, você tem uma “parelha”. Isso é bom para fazê-los cantar, pois um escuta o desafio do outro e se sente incentivado a demarcar seu território. Aí eles ficam cantando um para o outro.

PINTANDO ou PINTÃO: É quando o pássaro está em um estado intermediário da muda. Ele não é totalmente pardo e não está totalmente com as cores de adulto. Diz-se que ele “está pintando” ou que ele “é pintão”.

REGISTRO: Um pássaro pode ter dois tipos de registro: Sispass ou Clube.

SISPASS: Pássaros que tem registro no Sispass, que nasceram em cativeiro, que foram anilhados ao nascerem.

CLUBE: No passado, quando não havia o Sispass, era impossível saber se um passarinho havia nascido em cativeiro ou se tinha sido caçado. Então, o IBAMA distribuiu anilhas aos clubes para que os passarinheiros anilhassem suas aves. Estes primeiros registros são chamados de “Registro Clube”.

RODA: É um torneio em que as gaiolas são colocadas em círculo para ver qual pássaro canta mais (veja detalhes no canal “Roda”).

SISPASS: É o órgão de dentro do IBAMA que cuida especialmente do controle dos pássaros de canto (os passeriformes). O Sispass tem um site onde são feitas todas as transferências entre os criadores. Quando alguém diz que tem um pássaro que é “Sispass”, ele quer dizer que seu pássaro é legalizado, que está registrado em seu nome e que pode ser transferido ao novo dono via internet.

XUCRO: É um pássaro do mato, que foi caçado na natureza. O mesmo que “mateiro”.

comentários

Siga no Facebook

×

Olá Criador! Seja bem vindo.

Sou o André do site OColeiro.com
Ajude a manter o site no ar, clicando no anuncio do Google abaixo:




Obrigado.

×